Racismo e socialização do preconceito na pauta do CRP19

29/03/2016 - 14H46






         O Conselho Regional de Psicologia, por meio do Grupo de Trabalho Psicologia e Relações Interétnicas, da  Comissão de Direitos Humanos, realizou  na segunda-feira  (28) a primeira roda de conversa do ano.  Com o tema   "Racismo no Brasil e socialização do preconceito", o evento reuniu, no auditório do CRP19,  psicólogos, pesquisadores  e militantes do movimento pró-negro de Sergipe.

          A mestre em Psicologia Social e membro do GT,   Carina Feitosa,  expôs a questão da discriminação contra pessoas negras nas mídias sociais e apresentou reportagens atuais para suscitar o debate em torno do ódio racial e do preconceito como mediador deste tipo de manifestação.

          Já a mestranda em Psicologia Social, Rozélia dos Anjos, que também é membro do GT,  abordou o processo de socialização do preconceito ainda na infância e  apresentou dados que  constituem a sua dissertação de mestrado.

          Para a coordenadora do GT Psicologia e Relações Interétnicas do CRP19, psicóloga Eleonora Vaccarezza,  é importante de suscitar o debate sobre o racismo e seus efeitos psicossociais, “principalmente, porque é ainda  difícil falar sobre algo que para muitos “não existe”.

          Por esse motivo, ao longo deste primeiro semestre, traremos em  outras rodas de conversa a temática do racismo e das relações interétnicas.  O projeto prevê ainda  a realização de eventos alusivos às datas de combate e enfrentamento ao racismo e à discriminação racial”, finalizou.