CRP19 apoia manifestação em defesa dos direitos das mulheres

09/03/2016 - 13H39







          O Dia Internacional da Mulher foi marcado por um Ato Unificado organizado por movimentos sociais, sindicatos e centrais sindicais, em Aracaju (SE). Com o mote "Não podemos pagar pela crise: é por direitos e pela vida das mulheres!" a marcha teve o apoio do Conselho Regional de Psicologia, através da Comissão de Direitos Humanos. O ato teve cinco temas gerais: violência contra mulher; direitos sociais; direito ao corpo - PL 50/69; Participação na política; Democratização dos bens naturais.

          Com faixas e cartazes, mais de mil mulheres se concentram na Praça Fausto Cardoso para em seguida caminhar até a praça General Valadão, no centro histórico da capital. Durante o percurso foram distribuídas cópias do projeto que criminaliza as mulheres vítimas de violência sexual, já encaminhado à Assembleia Legislativa, Tribunal de Justiça e Câmara de Vereadores de Aracaju. "

          A Comissão de Direitos Humanos do Conselho Regional de Psicologia apoiou este ato por acreditar que a Psicologia é construída com a participação profissional nos projetos sociais, com o compromisso social com o sujeito e sociedade. Contribuindo, assim, para a construção da cidadania e, consequentemente, do empoderamento do sujeito", explicou Jayane Trindade, membro do CDH.