CRP19 finaliza eleição de propostas para o CNP

09/04/2019 -21H37

              O Conselho Regional de Psicologia de Sergipe realizou, nos dias 6 e 7 de abril de 2019, no Hotel Celi, em Aracaju(SE),  o III Congresso Sergipano de Psicologia.  Participaram dos debates 19 dos 21 profissionais eleitas(os) delegadas(os) e sete acadêmicos da representação estudantil.  

                “Esse é um processo democrático no qual psicólogas (os) podem falar sobre o seu fazer, inclusive construindo propostas para que esse fazer melhore, para que esse trabalho seja feito cada vez mais com compromisso, com ética, buscando sempre uma psicologia com cunho científico,  profissional”, afirmou Andrea Figueiredo, presidente Associação Brasileira de Psicologia de Tráfego-ABRAPSIT/SE.

               Os representantes do Conselho Federal de Psicologia, José Arnaldo de Gois Júnior e  Fábio Almeida da Trindade, acompanharam todo processo de discussão em torno de três eixos: “Organização democrática e representativa do Sistema Conselhos” (eixo1); “O diálogo da Psicologia com a sociedade brasileira e suas relações com a democracia” (eixo 2); “Do exercício profissional”(eixo 3).

               Durante dias  psicólogas(os) delegadas(os) e representação estudantil se debruçaram sobre 141 propostas encaminhadas a partir de 19 eventos preparatórios e cinco pré-COREPS.   Entre as sugestões de âmbito regional, 32 foram a aprovadas no eixo 1, 24 no eixo 2 e 9 no eixo 3.  Já entre as que serão encaminhadas para o 10⁰ Congresso Nacional de Psicologia-CNP, juntamente com as moções, 10 propostas por eixo foram referendadas.

               “A psicologia é uma profissão em que as pessoas atuam de forma muito individual, nos seus consultórios ou no serviço público. Por isso, é importante a gente se coletivizar enquanto profissional para exigir mudanças para nossa categoria e implementação de medidas que nos privilegiem, tanto em nível de trabalho como de formação, assim como a promoção do engrandecimento do ensino”, disse Marcela Teti, presidente da Associação de Brasileira de Psicologia Social – ABRAPSO/SE

               “Como responsável pela ABEP/SE essas questões sempre me instigam porque é preciso pensar de um lado nas Instituições de Ensino Superior (IES)  e do outro o próprio exercício da profissão. Um fórum de reflexão dessa magnitude, que possibilita levar  delegadas(os) do menor Estado da federação para discutir, nacionalmente, os rumos da profissão de psicóloga(o) é algo extremamente pertinente e que a gente precisa ter um cuidado justamente nesse momento  de transição da realidade brasileira”, completou Rochele Bezerra,  presidente Associação Brasileira de Ensino de Psicologia (ABEP/SE).

               Graduanda do 10⁰ período do curso de Psicologia, da Universidade Federal de Sergipe (UFS/SE),  Paula Helen Santiago Soares,  participou pela primeira vez dos debates promovidos pelo CRP19 e foi eleita  na cota de representante estudantil. Depois de um evento preparatório e um pré-Corep teve a oportunidade de debater e atuar na mesa diretora dos trabalhos do III COREP. “Eventos como esse dão voz ao estudante. Muito do que debatemos, não somente no COREP, mas também em outros eventos oferecidos pelo CRP19 nesse processo de construção, nós não vimos na academia. Acompanhar os debates em um espaço de profissionais, entendo ser uma oportunidade de aprimoramento do estudante  para o engrandecimento do futuro profissional”, confessou  Paula.

 Eleição dos delegados

               No último dia do III COREP foram eleitas(os) os(as) delegadas(os) que integram  o grupo de Sergipe no 10⁰ Congresso Nacional de Psicologia,  instância que vai definir os rumos da Psicologia no Brasil nos próximos três anos. O evento deste ano traz como tema  “O (im)pertinente compromisso social da Psicologia na resistência ao Estado de exceção e nas redes de relações políticas, econômicas, sociais e culturais”.

               A delegação de Sergipe  será  formada por Frederico Alves de Almeida, Marcela Montalvão Teti, Rochele Bezerra Barbosa,  Pedro Alves dos Santos Filho, Stefanie Silva Vieira,  Andreia Figueiredo Fernandes, Daniela dos Santos. Eleitos pelo critério de Interiorização estão Mário Silvio de Souza Fraga e  Ana Karolina Nunes Silveira. Como representantes estudantis Klécio Barbosa da Silva Assis e Taynã Querino de Melo Santos.