Psicólogas(os) de Sergipe encaminham 141 propostas para III COREP

04/04/2019 -10H08

                  Depois de 19 eventos preparatórios e cinco PRÉ-COREPS, o Conselho Regional de Psicologia de Sergipe (CRP19) realiza neste sábado(6) e domingo (7), o III Congresso Sergipano de Psicologia – III COREP.

                   “O CRP19 vem realizando diversas atividades desde agosto 2018. Foi uma oportunidade para que a categoria pudesse propor novos caminhos da Psicologia em Sergipe e no Brasil.  Esse processo democrático vai nos permitir  a discussão das diretrizes regionais para próxima gestão em Sergipe, assim como encaminhar propostas para o Conselho Federal”, explicou  Mário Fraga, membro da comissão organizadora do III COREP.

                   Segundo levantamento da Comissão Organizadora (COMORG) do COREP/SE, a edição 2019 contou com a participação de 680 estudantes e 371 profissionais nas rodadas de discussões. E pela primeira vez, o CRP19 levou um dos debates para o interior do Estado.  O município de Lagarto, na região centro sul, recebeu o evento “CRP19 e a Interiorização- Ações e projetos de interiorização em Sergipe- mapeando, monitorando e ampliando estratégias”, como parte da estratégia de articulação com profissionais da região com o maior número de psicóloga(os) registradas(os) no CRP19, depois de Aracaju. Além disso, o CRP19 realizou cinco pré-congressos, contra um, da edição passada. Isso fez com que o número de propostas, se comparado a 2016, fosse maior. Somente o eixo 1, “Organização democrática e representativa do Sistema Conselhos”, recebeu 50 sugestões, muito superior a todas as propostas da última edição”, revelou Fraga.

                   Nos próximos dias 6 e 7 de abril, os 33 delegadas(os) eleitas(os), entre profissionais e estudantes, vão se debruçar em 141 encaminhamentos de psicólogas(os) e graduandas(os) na área. Sergipe, inclusive, foi o único Estado, que no seu regulamento, previu que 50% de estudantes presentes nos pré-congressos pudessem participar do COREP, na condição de delegada(o) estudantil. “Já em âmbito nacional, no último CNP, conseguimos aprovar o aumento da representação estudantil. Dois estudantes por Estado participarão dos debates em Brasília este ano. A(o) profissional em formação precisa conhecer o funcionamento do Sistema Conselhos e suas transversalidades com a sociedade”, confidenciou Mário Fraga.

                   Além  da eleição das recomendações de âmbito regional, propostas que vão direcionar o trabalho no CRP19 para os próximos anos, assim como as que serão encaminhadas para discussão no CNP, será definida, por meio de voto, a comitiva de delegadas(os), que participará, em Brasília entre 30 de maio e 02 de junho de 2019, do 10º Congresso Nacional, instância que vai definir   os rumos da Psicologia no Brasil nos próximos três anos e que este ano traz como tema  “O (im)pertinente compromisso social da Psicologia na resistência ao Estado de exceção e nas redes de relações políticas, econômicas, sociais e culturais”.

                   “Outra novidade é que o sistema, pela primeira vez, será do próprio Sistema Conselhos. Nas edições passadas, foi usado o sisconferências do Datasus. Desta vez, a equipe de Tecnologia da Informação do Conselho Federal de Psicologia implantou esse sistema que atende as demandas dos COREPs e CNP”, finalizou Mário Fraga.