CRP19 encerra fase de PRÉ-COREP

24/03/2019 -20H47

              Marcada por discussões e eleição de delegadas(os) para o COREP, que acontece nos dias 6 e 7 de abril, o Conselho Regional de Psicologia de Sergipe - da 19ᵃ Região encerrou neste sábado a fase de PRÉ-COREP com debates acerca  de “Análise dos processos e as conjunturas”.

               O encontro foi aberto, pontualmente, às 9h, com a leitura do regulamento do COREP.   Além das discussões sobre as questões de organização do congresso, pela manhã psicólogas, psicólogos, estudantes, representantes de entidades como Associação Brasileira de Ensino de Psicologia (ABEP), Associação Brasileira  de  Psicologia de Tráfego (ABRAPSIT) e Sindicato dos Psicologia de Sergipe (SINPSI)  analisaram o panorama sobre a Psicologia  no Estado,  apresentaram propostas  e elegeram  mais  cinco delegados para o COREP. 

               No segundo turno das discussões, profissionais da Psicologia e estudantes votaram o mérito das propostas encaminhadas dentro de três eixos: “Organização democrática e representativa do Sistema Conselhos”, “O diálogo da Psicologia com a sociedade brasileira e suas relações com a democracia e direitos humanos” e “Do Exercício Profissional”.    Além disso, houve a segunda rodada de eleição de delegadas(os) para o COREP.  

               “À tarde mais dois delegados e uma delegada foram eleitos.  A proposta de duas rodadas de eleição foi pactuada entre os participantes e nos permitiu garantir a maior diversidade possível, respeitando os regimentos de Sergipe e do Conselho Federal. Houve integração entre psicólogas e psicólogos com décadas de atuação no cenário sergipano com recém formados e estudantes.  Todos com direito a voz e voto”, explicou Lidiane Drapala, pesquisadora do Centro de Referência Técnica em Psicologia e Políticas Públicas-CREPOP/CRP19 e membro da Comissão Organizadora do COREP.

               De acordo com Mário Fraga, membro da comissão organizadora do COREP, Sergipe é o único Estado, que no seu regulamento prevê que  50% de estudantes presentes nos pré-congressos participem do COREP, na condição de delegada(o) estudantil. Essa foi, inclusive, a proposta apresentada por Mário Fraga, à época estudante, que integrou a delegação do CRP19. “Antes apenas um estudante por Regional era eleito. Na nossa percepção, era injusto, principalmente para os regionais que abrangiam mais de um Estado. E isso refletia na baixa representativa estudantil. O CNP foi o espaço no qual fomos ouvidos”, explicou.

               Ainda de acordo com Mário Fraga, a participação de um profissional em formação no CNP é uma oportunidade de conhecer o funcionamento do Sistema Conselhos e  as interfaces com a sociedade. “Esse é um aprendizado que levamos para academia e auxilia no entendimento de questões relativas à nossa profissão, a exemplo do Código de Ética”, disse.

               Todas as propostas aprovadas nos PRÉ-COREPs serão agora discutidas no III Congresso Regional de Psicologia (COREP) que acontece nos dias 6 e 7 de abril/2019, no Hotel Celi, em Aracaju(SE). Durante o evento acontece a eleição da comitiva de delegadas(os),   das recomendações de âmbito regional, propostas que vão direcionar o trabalho no CRP19 para os próximos anos, assim como as que serão encaminhadas para discussão durante o Congresso Nacional de Psicologia que acontece  em Brasília entre 30 de maio e 02 de junho de 2019 e que vão definir os rumos da Psicologia no Brasil nos próximos três anos.

               “Depois de 19 eventos preparatórios e cinco PRÉ-COREPS, finalizamos as propostas para o Congresso Regional. Essa a representação é, de fato, um exercício democrático. Em uma próxima etapa, o COREP também vai deliberar propostas que serão assumidas pelo CRP19. Esse movimento  vem da categoria e representa um estreitamento de laços entre profissionais e gestão”,  finalizou Frederico Alves, Conselheiro Presidente do CRP19.