CRP19 participa do lançamento da Frente contra a redução da idade penal

O Conselho Regional de Psicologia de Sergipe participou nesta segunda-feira, 13, das atividades que marcaram lançamento de Frente contra a redução da idade penal e fizeram alusão aos 25 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente, em Aracaju (SE).

“Os Conselhos Federal e Regionais de Psicologia estão mobilizados. Buscamos o fortalecimento da defesa dos direitos das crianças e adolescentes e entendemos que para prevenir e enfrentar a violência são necessárias políticas de cultura, educação e lazer mais eficazes”, disse Adriano Barros, Conselheiro Presidente do  CRP19.  

O lançamento da Frente Estadual contra a Redução da Idade Penal  aconteceu pela manhã,  na sede cultural do Sindijus e contou com a participação  de representantes de dezenas de entidades  e organizações da sociedade sergipana. À tarde, a concentração foi na praça Fausto Cardoso, no centro de Aracaju. Atividades culturais e artísticas  foram desenvolvidas em alusão aos 25 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Após o ato lúdico, aconteceu  uma caminhada pelas principais ruas do centro histórico da capital.

De acordo com Paula Marques, Conselheira e membro da Comissão de Direitos Humanos do CRP19,  é preciso  encontrar caminhos que possam garantir os direitos de crianças e adolescentes. “O brasileiro precisa ainda ter um conhecimento maior do que é propriamente a redução da maioridade penal. Do que é colocar um menino de 16, 17 anos  no sistema carcerário. Somos a quarta maior população carcerária no mundo. Será que a gente tem espaço pra colocar os nossos jovens ali dentro? E mesmo que tivéssemos vagas, esse não seria o caminho. Seria um retrocesso da legislação brasileira. É preciso se pensar em garantia da proteção integral, com mais cultura, mais lazer, mais esporte, mais educação que é  a chave que o Conselho Federal de Psicologia vem trazer para o Brasil.  Socioeducação não se faz com prisão. A educação é transforma o indivíduo”, finalizou Paula Marques.