Inscrições esgotadas para o III Congresso Sergipano de Psicologia

22/07/2018 -13H40

                  

                   O III Congresso Sergipano de Psicologia, promovido pelo Conselho Regional de Psicologia da 19ᵃ Região (CRP19), teve suas inscrições encerradas. As 350 vagas disponibilizadas no dia 16 de julho foram preenchidas em apenas 48 horas. Diante da procura, a organização do evento decidiu abrir mais 70 vagas que foram preenchidas em algumas horas.


                   “O Congresso de Psicologia é um dos encontros mais aguardados do ano pelo meio acadêmico e profissionais da Psicologia. Estamos trabalhando há sete meses nesse evento que será o maior do Estado de Sergipe. Vamos nos debruçar sobre as práticas profissionais, suas conexões e a possibilidade de se instituir, na prática educativa, uma analogia entre aprender conhecimentos teoricamente sistematizados”, disse Frederico Alves, Conselheiro Presidente do CRP19.


                   Com o tema “Novos/velhos olhares para novos/velhos problemas: contribuições para a descolonização da vida”, o evento vai dialogar, refletir e debater os avanços sobre o papel da Psicologia nos diversos setores da sociedade brasileira, além de viabilizar o registro da produção local nos anais da profissão.


                   Em três dias de conferências e mesas redondas, com abordagens de temas atuais e participação de grandes nomes da Psicologia no Brasil, o Congresso vai ofertar aos participantes atividades práticas, vivências e workshops. 

                   O III Congresso Sergipano de Psicologia acontece nos dias 27, 28 e 29 de agosto de 2018, na Faculdade Maurício de Nassau, em Aracaju (SE).

                   Para Frederico Alves de Almeida, Conselheiro Presidente do CRP19, o Congresso tem a pretensão de discutir a prática profissional, suas interfaces e transversalidades bem como fomentar espaços de valorização e potencialização da ciência e profissão Psicologia.

                   “Como entidade representativa de Psicologia, dentro da perspectiva de análise de papéis e lugares institucionais, o CRP19 propõe a reflexão sobre as lógicas institucionais, implicações práticas da atuação profissional e seus desdobramentos ético-políticos”, falou.

.