ABEP Sergipe promove debate sobre novas diretrizes curriculares para os cursos de Psicologia

20/02/2018 -19H22

                  A Associação Brasileira de Ensino em Psicologia (ABEP), o Sistema Conselhos e a Federação Nacional dos Psicólogos (Fenapsi) encamparam os debates para revisão das Diretrizes Curriculares Nacionais (DCNs) para os cursos de graduação em Psicologia. Coordenadores, professores, alunos de graduação, psicólogos e psicólogas  e sociedade podem, democraticamente, colaborar nessa construção coletiva.  

                   Segundo Rochelle Bezerra Barbosa, presidente ABEP/SE, é preciso se pensar em mudança, mas sem o casuísmo da mudança pela mudança. “Pensar nisso é também refletir que o tempo atual é um tempo diferente em termos de uma realidade brasileira.  A informação, as distâncias, temos uma outra relação com todo esse panorama. Nesse sentido, a Psicologia, mesmo atrelada a uma instituição como Ministério da Educação, não pode perder jamais o seu caráter social”.

                   A presidente da ABEP em Sergipe enfatiza ainda que essas novas diretrizes precisam garantir uma qualidade em termos da formação do profissional. “Garantir uma formação generalista para as graduações é importante.  Assim como a partir de 1996, quando se começou a ter uma regionalização dos cursos. Entretanto, não podemos perder de vista a qualidade da formação. A Psicologia enquanto conhecimento é muito antiga, mas enquanto profissão no Brasil é muito recente.  Inclusive, estamos construindo espaço para esse profissional. E se pensarmos em Sergipe, isso é ainda mais recente”, pontuou.

                   Princípios, fundamentos e procedimentos, as normatizações das estruturas dos cursos, carga horária dos diferentes componentes curriculares, a exemplo dos estágios e atividades complementares são alguns dos assuntos que estarão em discussão na  Reunião Preparatória para DCN'S que acontece neste sábado (24), das 8h às 16h, no Conselho Regional de Psicologia da 19 Região, localizado à rua Osvanda Oliveira Vieira, 128, bairro Pereira Lobo, em Aracaju(SE).

                   “Refletir tais aspectos da formação do psicólogo é promover a articulação das Instituições de Ensino Superior (IES) na organização, articulação, desenvolvimento e avaliação de suas propostas pedagógicas. Essas diretrizes nortearão as graduações de ensino superior. Precisamos consolidar a qualidade das graduações dos cursos de Psicologia”, finalizou Rochelle.   

.