Mulheres do Bairro 17 de Março participam de vivência e roda de conversa sobre a saúde mental da mulher negra

28/01/2018 -21H51


               Na tarde da quinta-feira, 25, o Centro de Referência de Assistência Social “CRAS Maria Diná Menezes”, promoveu uma roda de conversa e uma vivência psicodramática que teve como pauta a saúde mental da mulher negra.

               O trabalho foi realizado pela psicóloga Joseane dos Santos Bispo (CRP19/2606), coordenadora do Grupo de Trabalho de Psicologia e Relações Interétnicas, do Conselho Regional de Psicologia de Sergipe, e pela educadora social Thaty Meneses, integrante da UNEGRO e apoiadora técnica da Proteção Social Básica, da Secretaria Municipal de Assistência Social de Aracaju.

               A ação teve como principal objetivo suscitar reflexões sobre como as relações de gênero, quando  permeadas de violências simbólicas, podem impactar negativamente a saúde mental das mulheres, sobretudo as negras, visto que atitudes como o machismo e a misoginia acarretam prejuízos à autoestima da figura feminina podendo favorecer o desencadeamento de psicopatologias diversas.

               O trabalho integra uma agenda de ações que estão sendo realizadas ao longo do mês, em diversos Centros de Referência de Assistência Social de Sergipe e contam com o apoio do Conselho Regional de Psicologia da 19º Região.

               Fotos: Danillo França (Secretaria Municipal de Assistência Social de Aracaju)