Adolescentes assistidos de CRAS da zona norte de Aracaju participam de roda de conversa

25/09/2017 -19H12


               Nessa quarta-feira, 20, a psicóloga Naiara França da Silva (CRP 19/1683) realizou  uma Roda de Conversa com adolescentes assistidos pelo CRAS Carlos Hardman Côrtes, localizado no Bairro Soledade, zona norte de Aracaju(SE). Participaram do encontro a equipe técnica, educadores sociais e usuários do serviço de convivência e fortalecimento de vínculos do Centro de Referência. O trabalho teve como objetivo sensibilizar os educandos assistidos pelo equipamento sobre fatores de risco associados ao suicídio na adolescência envolvendo-os em atividades e discussões sobre a valorização da vida. Foram confeccionadas e distribuídas entre os presentes, algumas Mãos com Laços Representativos da “Campanha Setembro Amarelo” contendo frases educativas e de prevenção.

               Segundo a psicóloga, a campanha não ficará restrita apenas aos adolescentes que frequentam o CRAS. Outros momentos estão programados a fim de que a temática seja trabalhada com os familiares e responsáveis pelos assistidos. “O Setembro Amarelo é uma campanha que pretende dar visibilidade e orientar a maior quantidade possível de pessoas e esse foi o nosso objetivo com a realização da roda de conversa. O suicídio é um fenômeno social preocupante e com índices crescentes, especialmente entre os jovens, pois a transição vivida pela criança até atingir a idade adulta é uma fase delicada e que merece bastante atenção. Os técnicos de referência do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) conhecem a importância de abordar o assunto por estarem acompanhamento mais de perto os adolescentes e suas famílias. Os comportamentos indicativos do risco ao suicídio podem ser um pedido de socorro e, falar abertamente sobre o tema, pode realmente salvar vidas. É extremamente importante que a sociedade esteja atenta aos menores sinais, disposta e mais preparada para continuar trabalhando pela valorização da vida”, ressaltou.