Música e descontração marcam o 'Setembro Amarelo' no Lar de Cidade de Deus em Itabaiana

18/09/2017 -22H16


               Nessa sexta-feira, 15, a Psicóloga Elismary de Jesus Santos (CRP 19/1880) levou a Campanha Setembro Amarelo ao Lar Cidade de Deus, localizado no município de Itabaiana(SE). As ações foram voltadas aos idosos e cuidadores da Instituição e tiveram como principal objetivo alertar os profissionais quanto aos cuidados com a saúde mental da pessoa idosa e meios de prevenção ao suicídio na terceira idade. A atividade foi realizada em alusão à Campanha Setembro Amarelo que acontece no município durante todo o mês.

               Uma roda de conversa foi conduzida pela psicóloga e realizada em caráter multidisciplinar com a participação da equipe técnica da instituição composta pela enfermeira Jessica Costa e pela assistente social Marailza Góis.

               Durante o encontro, a pauta do suicídio indireto foi abordada, visto que as enfermidades, como dificuldades de locomoção, sentimento de abandono e limitações naturais à terceira idade, são fatores de risco ao suicídio entre pessoas idosas. “Muitas vezes, recusar tomar medicação, não cuidar da própria saúde e se isolar são formas que a pessoa idosa está utilizando para demonstrar que perdeu a vontade de viver. Devemos ficar atentos porque o suicídio na terceira idade também possui altos índices e os sinais não se apresentam de modo tão direto. A equipe precisa aguçar o olhar para perceber quando algo não está indo muito bem e intervir de modo a garantir uma vida mais saudável aos nossos assistidos. Dos cuidados com a saúde física ao estímulo de que eles se socializem e exercitem a própria fé, são fatores protetivos, visto que os relacionamentos interpessoais e a conexão com um Poder Superior, da forma como eles acreditem, irá auxiliá-los nos processos de pertencimento, valorização da vida e, consequentemente, prevenção ao suicídio”, ressaltou a psicóloga.

               O encontro foi encerrado com a participação de Osmário Bispo, idoso assistido pelo Lar Cidade de Deus, que abrilhantou a reunião convidando todos os presentes para cantar ao som de voz e violão.