Shopping recebe profissionais de Psicologia para falar sobre o "Setembro Amarelo"

11/09/2017 -20H06


               Um passeio ou um dia de trabalho no Shopping Prêmio, em Nossa Senhora do Socorro, município da Grande Aracaju, no último sábado,9, se transformou num momento para compartilhar informações. No principal corredor do centro de compras estavam as psicólogas Renata Aragão (CRP19/3080) e Patrícia Franklim (CRP 19/2857), juntamente com outros profissionais da região, para realização do Pit Stop Psi.

               Com o objetivo de divulgar a Campanha Setembro Amarelo, os(as) voluntários (as) psicólogos (as), abordavam o clientes e trabalhadores para falar sobre os meios preventivos ao suicídio,  fatores de risco, a importância da rede de apoio, a qualidade dos vínculos familiares estabelecidos e os relacionamentos criados nos diversos grupos sociais. 

               Durante a atividade os psicólogos acompanharam breves relatos de suicídio no círculo de amizades, de pessoas que já tentaram contra a própria vida, casos de depressão e perceberam ainda, adolescentes que expressaram aparente desconforto quando as palavras suicídio e automutilação eram ditas. 

               “É interessante perceber como as pessoas já estão envolvidas e disponíveis a falar sobre o assunto. Vale ressaltar aqui a importância de se entender que existem os sinais. É um mito pensar que quem faz não avisa. É preciso sempre estar atento e ouvir as pessoas que passam por algum sofrimento, se aproximar mais das pessoas”, disse a psicóloga Jucycleia Ramos De Souza.

               A equipe convidou cada pessoa abordada a se tornar multiplicador da proposta da campanha e discutir sobre os diversos temas relacionados ao mês que chama atenção para valorização da vida. 

               A ação que teve o apoio do Conselho Regional de Psicologia da 19ª Região, e que terá nova mobilização no dia 16 de setembro, à partir das 15h,  contou ainda com a participação do psicólogo Vitor José Araújo Matos (CRP19/2968) e as psicólogas  Dayse Anne Gomes Dos Santos (CRP19/3184), Gabriella Souza Santos (CRP19/3204), Jucycleia Ramos De Souza (CRP 19/3140), Kívia Cardoso Ferreira (CRP 19/2994) e Valneia Rocha Lisboa (CRP19/3086).

               “É preciso que nos somemos enquanto categoria para oportunizar à sociedade meios educativos sobre prevenir, proteger e valorizar. Quando oferecemos espaços para que essa educação aconteça, lutamos juntos pela valorização da vida humana, pela qualidade das relações e por uma rede de apoio concisa e necessária. Realizar uma ação como essa num local de grande fluxo de pessoas é uma contribuição importante e uma forma mais aberta e acessível de alcançar pessoas e torná-las conscientes de que prevenir o suicídio é possível”, concluiu Patrícia Franklim.