Presidente do CRP19 participa de reunião para discutir a atenção psicossocial em Sergipe

03/08/2017 -21H08

                  Dando continuidade às ações do dia 18 de maio, Dia Nacional da Luta Antimanicomial, o Conselheiro Presidente do Conselho Regional de Psicologia da 19ª Região, Alan Santana Santos, participou nessa quarta-feira, 2, de uma reunião com profissionais do setor de atenção psicossocial da secretaria de Saúde do Estado de Sergipe. 

                   Durante o encontro foram apresentados os processos de trabalho relativos a área de atenção psicossocial e como o Estado tem tentado se mobilizar para resolver as demandas.  “Nós, do Conselho de Psicologia, já apontamos as necessidades da área. Inclusive estivemos em reunião com o secretário de saúde, Almeida Lima, para reivindicar melhorias no atendimento”, disse o conselheiro presidente.

                   Os servidores do departamento revelaram que houve uma redução no quadro de funcionários, mas se somaram na tentativa de colaborar para construção de encaminhamentos para solucionar o déficit de pessoal.  “A coordenação deixou muito claro a preocupação com a dimensão técnica da atenção psicossocial.  Nós sabemos da importância do apoio continuado aos municípios e que isso não vem acontecendo por um novo delineamento político da secretaria, mas nos colocamos como parceiros e à disposição para colaborar nessa estruturação, sem contudo, nos esquivarmos do nosso papel de acompanhar e fiscalizar todo esse trabalho”, explicou Alan.
 
                   Saúde mental em Sergipe

                   O Plenário da Assembleia Legislativa de Sergipe, recebu no dia 18 de maio, o presidente do Conselho Regional de Psicologia da 19ª Região, Alan Santana Santos, para uma palestra sobre a Luta Antimanicomial.  De autoria da deputada Estadual, Ana Lúcia (PT), evento foi realizado durante o Grande Expediente e contou com a participação de demais parlamentares e público em geral. Em um tom de sensibilização e também de apelo, na ocasião, Alan Santos, falou sobre o Movimento da Luta Antimanicomial, da luta pelos direitos das pessoas com sofrimento mental e revelou dados de uma pesquisa que apontam que, em Sergipe, 3% da população sofre de transtorno mental grave e que, atualmente, 35 municípios  sergipanos não contam com serviço de atendimento psicossocial para o tratamento mental.

                   No dia 12 de julho, o conselheiro presidente do CRP19 foi recebido em audiência, pelo Secretário de Estado da Saúde Almeida Lima para reivindicar a expansão da rede para interior. Sergipe conta hoje com 45 Centros de Atenção Psicossocial, a maioria, na capital.

.