Na Alese: Alan Santana profere palestra sobre "Luta Antimanicomial"

28/04/2017 -19H22


              “A minha fala vem com um tom de sensibilização e  também, de apelo. Pois vim trazer um tema  muito importante que é a Luta Antimanicomial. Em Sergipe, 3% da população sofre de transtorno mental grave.  E hoje, 35 municípios de Sergipe não têm serviço de atendimento psicossocial para o tratamento mental”,  asseverou  Alan Santana, em sua palestra na Alese.

               O psicólogo, Alan Santana Santos, presidente do Conselho Regional de Psicologia da 19ª Região, esteve na manhã de hoje, 18 de maio, na tribuna da Assembleia Legislativa de Sergipe, (Alese),  com a finalidade de proferir palestra sobre a Luta Antimanicomial. De autoria da  deputada Estadual, Ana Lúcia (PT), evento foi realizado durante o Grande Expediente, cenário que contou com a participação de demais parlamentares e público em geral.

               A data de hoje, 18 de Maio, é marcada pelo Dia Nacional de Luta Antimanicomial. E, de acordo com o que narrou o palestrante durante a sua fala, o Movimento da Luta Antimanicomial se caracteriza pela luta pelos direitos das pessoas com sofrimento mental. Destacou que dentro desta luta está o combate à ideia de que se deve isolar a pessoa com sofrimento mental em nome de pretensos tratamentos, ideia baseada apenas nos preconceitos que cercam a doença mental. “A minha fala vem com um tom de sensibilização e  também, de apelo. Pois vim trazer um tema  muito importante que é a Luta Antimanicomial. Em Sergipe, 3% da população sofre de transtorno mental grave.  E hoje, 35 municípios de Sergipe não têm serviço de atendimento psicossocial para o tratamento mental”, asseverou Alan Santana.

               Abordou que no passado, o entendimento que se tinha era o isolamento , separando essas pessoas  da sociedade. “Imaginem, eram  locais fétido e lúgubres. Uma prisão, sem data para sair, assim eram os manicômios do Brasil, distantes dos direitos humanos. Daí então, diante desse cenário, surge esse movimento de luta antimanicomial, que é uma transformação afetiva, de como a sociedade brasileira se relaciona com quem tem transtorno mental. É um movimento muito forte ”, explicou o palestrante.

Reunião

               A deputada Ana Lúcia, como medida de apoio à Luta Antimanicomial e aos apelos do presidente do Conselho Regional de Psicologia, Alan Santana, sugeriu uma audiência com o secretário de Saúde de Sergipe, Almeida Lima. “Movimento é uma luta que vem rompendo com preconceitos, quero parabenizar por ter trazido esse esclarecimento. E quanto à importância de termos Centros de Atendimento Psicossocial nos 35 municípios de Sergipe, sem esse tipo de atendimento e, ao fornecimento de leitos para os  Caps já existentes, sugiro de irmos falar com o secretário de Estado da Saúde, junto com a Comissão de Saúde desta Casa, na qual a deputada Silvia Fontes é a presidente,  e ainda, junto ao Conselho Regional de Psicologia e até com as áreas afins”, sugeriu  a deputada Ana Lúcia.

Por Agência de Notícias Alese.
Foto: Jadilson Simões