CRP19 contesta edital e pede a inclusão do Psicólogo no concurso para Sergás em Sergipe

21/07/2016 -12H40

 

             A Sergipe Gás S/A - Sergás, lançou edital de Concurso Público, destinado ao preenchimento de vagas e formação de cadastro reserva.  Um dos cargos é o de  Analista Organizacional com oferta de  três vagas. De acordo com o edital estão aptos a concorrer somente candidatos com formação em Administração, Ciência Contábeis, Economia e Sistemas de Informação ou área equivalente.

             O Conselho Regional de Psicologia – 19a Região, contestou o edital e nesta quinta-feira, 21, encaminhou ofício, elaborado pela coordenadora do Grupo de Trabalho Psicologia Organizacional, Conselheira Lidiane dos Anjos e  pelo  departamento jurídico, sob a coordenação de advogada Melba Lorena,  no qual solicita a inserção do diploma em Psicologia como possibilidade de curso superior para inscrição no concurso, diante da sua formação e competência necessárias para se concorrer ao cargo descrito como Analista Organizacional.

             “A Psicologia, como área científica é também de atuação no âmbito organizacional. E isso está definido na  Lei nº 4.119, de 27 de agosto de 1962, e também pela Resolução do Conselho Federal de Psicologia - CFP – nº 013/2007, que, entre outros, institui a Consolidação das Resoluções relativas ao Título Profissional de Especialista em Psicologia”, disse Adriano Barros, Presidente do CRP19.

             A resolução do CFP diz que o Psicólogo especialista em Psicologia Organizacional e do Trabalho, atua, entre outras funções, em atividades relacionadas a análise e desenvolvimento organizacional, ação humana nas organizações, desenvolvimento de  equipes, consultoria organizacional, seleção, acompanhamento e desenvolvimento de pessoal, estudo e planejamento de condições de trabalho, estudo e intervenção dirigidos à saúde do trabalhador.

             Participa, ainda, do processo de desligamento de funcionários de organizações, em processos de demissões e na preparação para aposentadorias, a fim de colaborar com os indivíduos na elaboração de novos projetos de vida.

             “O Conselho Regional de Psicologia entende que a  descrição do cargo de Analista Organizacional está plenamente contemplada na formação do Psicólogo, por isso solicitamos a inclusão do profissional da área  no edital do concurso”, finalizou Lidiane dos Anjos